O Instagram ganhou uma nova funcionalidade. Após o Stories, lançado em 2016, a rede social de fotos e vídeos agora possui sua própria televisão. Se alguém lhe perguntar o que é IGTV, responda Instagram Television ou TV do Instagram. Com a novidade, o Instagram ganha corpo e abre espaço para vídeos mais longos.

A definição sobre o que é IGTV mostra também que o Facebook não descansa. A nova aposta da empresa comandada por Mark Zuckerberg, dona do Instagram há seis anos, sinaliza que o YouTube a incomoda. A plataforma de vídeos do Google reina na internet e pode ter no IGTV uma real ameaça.

O que é IGTV?

A televisão do Instagram – ou IGTV – é uma plataforma que permite a publicação de vídeos de até 10 minutos – no YouTube os vídeos podem ter até 10 horas de duração. Com o novo recurso, marcas, influenciadores e criadores de conteúdo podem explorar vídeos mais aprofundados para se comunicar com seu público.

Um aspecto técnico do IGTV é a possibilidade de ser instalado no celular como aplicativo independente. Mas o usuário pode também utilizar a nova plataforma dentro do aplicativo do Instagram por meio de uma atualização. Dentro do app, o ícone do IGTV fica posicionado entre o Stories e o ícone das mensagens diretas.

Outro ponto a se destacar é a definição do formato vertical como padrão. É possível capturar vídeos na horizontal e publicá-los no IGTV, mas eles são automaticamente adaptados para o formato vertical, o que implica em perda de qualidade.

Marcas que desejam explorar o IGTV podem fazê-lo de diferentes formas. Algumas delas são, por exemplo, entrevistas, webinars, tutoriais e demonstrações de produtos.

Facebook x Google: o duelo de titãs

Já há alguns anos, Facebook e Google se tornaram referências da era digital. As empresas atingiram uma dimensão impressionante em termos de faturamento com mídia e número de usuários ativos em suas plataformas.

O Facebook tem a força da própria rede social, além das empresas adquiridas nos últimos anos como o WhatsApp e o Instagram. Já o Google é acessado por bilhões de pessoas em busca de respostas rápidas. Isso sem falar na potência de sua plataforma de vídeos (YouTube), e-mail (Gmail) e tantos outros serviços digitais.

A chegada do IGTV apimenta o cenário de domínio compartilhado do mercado entre Facebook e Google. Mark Zuckerberg, aliás, dá mais um sinal da volúpia pela qual é conhecido no mercado.

Agressividade dos negócios é marca de Zuckerberg

Zuckerberg não se tornou uma referência absoluta na era digital por acaso. O líder do Facebook tem como característica o instinto dos grandes predadores. Sabe que a indústria evolui rapidamente e novos players podem surgir com força. Por isso, delimita os riscos para seu negócio ao mesmo tempo que o fortalece com aquisições estratégicas.

Ele seguiu essa lógica ao comprar o Instagram em 2012 e o WhatsApp dois anos depois. As duas operações se mostraram muito acertadas, pois deram ao Facebook um controle sem precedentes sobre as comunicações digitais.

Em 2016, o Snapchat sentiu a força do Facebook

Uma das poucas empresas de tecnologia a recusar uma investida de Mark Zuckerberg foi o Snapchat, em 2013. Três anos mais tarde, o aplicativo, que era febre entre os jovens, pagou caro por dizer “não” ao Facebook.

O lançamento da funcionalidade Stories no Instagram foi uma verdadeira declaração de guerra. Na prática, Zuckerberg replicou a ideia dos Snaps (vídeos curtos que desaparecem em 24 horas). O empresário foi além e incorporou os Stories também ao Facebook e ao WhatsApp (neste, o recurso leva o nome de Status).

O que antes era o grande charme do Snapchat deixou de ser um diferencial e caiu como uma bomba sobre o aplicativo. Ao mesmo tempo, o Instagram atingiu níveis inéditos de popularidade e se firmou como a menina dos olhos de Zuckerberg.

IGTV é uma clara resposta ao Google

O impacto do Stories fez do Instagram um verdadeiro colosso em seu segmento. Ainda assim, a rede social – antes conhecida apenas pelas fotos – não conseguia enfrentar o YouTube. A plataforma de vídeos do Google é soberana no formato e não via concorrente à altura até então.

O que é o IGTV? Além da definição pura e simples, é também um aceno de Zuckerberg ao Google. Como a compra do rival está fora de cogitação, ele decidiu arregaçar as mangas e atacar um de seus carros-chefes. Resta saber se o Google irá reagir de forma ofensiva ou se confiará na tradição do YouTube.

Vale lembrar que Google não é Snapchat. O primeiro é uma das marcas que definem a internet, enquanto o segundo se viu dependente de um formato que pôde ser replicado por Zuckerberg. Portanto, o empresário sabe que uma nova funcionalidade do Instagram dificilmente conseguirá ferir a maior pedra em seu sapato.

Mais um sinal da força dos vídeos

A criação do IGTV é mais uma demonstração de que os vídeos são a bola da vez. Se o Facebook tem interesse em enfrentar o YouTube, é porque esse formato é o preferido das pessoas. Por isso, as marcas que souberem se comunicar com seu público por meio do vídeo têm muito a ganhar.

Agora que você já sabe o que é IGTV, que tal pensar em uma estratégia de produção de vídeos para sua empresa? A MaxContent conta com diferentes planos de conteúdo para seus clientes. Alguns deles contemplam a produção de vídeos para fortalecer o planejamento de comunicação. Clique aqui e conheça agora mesmo os nossos pacotes.